Segue extensa fila de espera para a realização das provas da CNH em Passo Fundo

O represamento e a longa fila para realizar as provas práticas da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ainda é um problema vivenciado pelos futuros motoristas e pelos Centros de Formação de Condutores (CFC).

Em 2022 a situação que parecia melhorar, voltou a preocupar com o aumento dos casos de Covid-19 e a greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran/RS).

No último levantamento divulgado pela autarquia no mês de janeiro, cerca de 103 mil candidatos aptos a realizar a prova prática não haviam sido chamados.

O número é três mil a mais do que registrado no mês de novembro. Em Passo Fundo as provas a fila de espera ainda existe. Em outubro mais de três mil candidatos esperavam para realizar o exame.

Três meses depois, o cenário se repete. No CFC Janaína, por exemplo, as últimas provas de categoria A, para motocicletas, foram realizadas em janeiro.

Greve dos servidores do Detran/RS

Os motivos da fila de espera são associados ao afastamento dos colaboradores em razão de casos de Covid e também, a greve estabelecida pela classe.

Os servidores do Detran/RS solicitam a reposição salarial de 26,75% da inflação entre julho de 2012 e maio de 2016 e vale-alimentação de R$ 19. Os servidores querem ainda que o órgão implemente promoções e progressões, prevista no plano de carreira e contrate mais 200 servidores.

“A greve para os CFCs até onde sabemos, não existe. É uma ação que parte dos servidores do Detran. Nós sofremos com os exames que estão reprimidos, com as agendas extras que não aconteceram mais e também com os cancelamentos. Quando eles cancelam as provas, como aconteceu essa semana com as provas de moto, é problema no quadro de funcionários”, pontou o Diretor de Ensino do CFC Janaina, Everton Kafdr.

Impacto na aprovação

A demora na realização do exame prático influencia no índice de aprovação dos alunos. Como observa Everton, em muitos casos os alunos terminam todo o processo de exames, aulas teóricas, prova teórica, aulas práticas e só após três meses são chamados para realizar a prova.

“Muitos alunos pela falta de tempo e condições financeiras não investem em mais aulas, vão lá e arriscam fazer a prova na sorte e acabam reprovando”, pontua.

Mesmo com a situação de filas e espera, a procura pela primeira habilitação não diminuiu. Segundo o Diretor Geral do CFC Autotec, Antônio Carlos dos Santos, a procura não diminuiu, tendo em vista que as demais fases do processo seguem normais.

“Mesmo com as filas as pessoas procuram, pois antes da prova teórica tem um longo processo. Por isso, quero acreditar que os próximos meses a situação melhore, que esse represamento seja reduzido. O Detran é conhecedor de toda essa situação que os mais de 250 CFCs passam”, afirmou.

Ação no Ministério Público

A longa fila de espera para a realização do exame chegou até o Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Na terça-feira (15), o deputado estadual Giuseppe Riesgo (Novo), apresentou um ofício solicitando que seja apurado se há irresponsabilidade na administração das provas.

A solicitação foi feita ao Subprocurador-Geral de Justiça, Júlio de Melo e ao o promotor, Fernando Sgarbossa.   No documento, o parlamentar cobra agilidade na resolução e até mesmo a responsabilização de quem, eventualmente, esteja contribuindo para o prolongamento das filas sem realizar a efetiva prestação do serviço.

“Estamos acompanhando a violação dos direitos e das expectativas de todos aqueles que precisam, inclusive para trabalhar e exercer uma profissão, da habilitação para conduzir. Após meses, o problema não foi sequer atenuado e precisamos buscar uma resposta efetiva à população”, aponta.

Ainda no ano passado uma série de audiências públicas foi realizada  com o Detran/RS, que  reuniu com o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, para tratar sobre o tema.

Como encaminhamento, em novembro, o secretário confirmou que seria promovido um mutirão para zerar as filas no prazo de duas semanas.

Durante a reunião, o Ministério Público manifestou que irá averiguar a demora na realização dos exames práticos e, ainda, apontou a gravidade da situação que afeta milhares de gaúchos, com a tendência de piorar se nenhuma ação for tomada.
Créditos: Diário da Manhã – https://diariodamanha.com/noticias/segue-extensa-fila-de-espera-para-a-realizacao-das-provas-da-cnh-em-passo-fundo/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *